Você sabe o que é Manejo Arbóreo?

Quando o assunto é manejo arbóreo muitas dúvidas começam a surgir. Na prática, vemos árvores sendo cortadas, podadas ou removidas e ninguém sabe se, onde e como essa perda ambiental será compensada. E mais: alguns desconhecem que há uma regulamentação específica para esse tipo de trabalho.

Equipamentos registrados e de segurança, profissionais devidamente treinados e certificados, e licenciamento para operar são detalhes fundamentais que merecem a atenção e o olhar dos que precisam realizar alguma dessas ações.

Outro ponto a destacar é que, independentemente, da técnica empregada - poda, supressão arbórea, plantio ou transplante de uma árvore adulta, o objetivo do manejo arbóreo é a qualidade de vida ambiental e urbana.

PODA

Uma das principais finalidades da poda é eliminar ramificações que possam comprometer quaisquer tipos de redes e fiações públicas sob o asfalto e a segurança da população circulante, bem como proporcionar para a árvore ou outra espécie de planta o seu desenvolvimento saudável e adequado ao espaço físico onde está plantada, enraizada.

Ela pode ser de manutenção ou de segurança. A primeira costuma ser realizada quando os galhos tiverem atingido a fase de envelhecimento ou apresentarem sinais de apodrecimento. Já a segunda consiste na retirada parcial de ramos de uma planta, de uma árvore, e, por se tratar de uma técnica florestal, é importante que seja executada por um profissional preparado e especializado.

SUPRESSÃO OU TRANSPLANTE DE ÁRVORES

O manejo arbóreo por meio da supressão ou transplante de árvores isoladas é recomendado quando elas apresentem características fitossanitárias que justifiquem o corte ou quando pretende-se estabelecer um novo empreendimento no local ou ainda para respeitar a história de árvores centenárias que podem compor um novo cenário em um jardim ou em um parque. Nestes casos, os cuidados na preparação dos torrões e as operações de transplante garantem o grau de aderência das árvores, já que se trata de um processo extremamente delicado. Os cortes devem ser precisos para que novas raízes possam brotar e nutrir a árvore em seu novo local.

PLANTIOS E REFLORESTAMENTOS

Finalmente os plantios ou reflorestamentos representam uma importante ação de restauração ambiental, além de ser o principal instrumento de compensação ambiental por impactos gerados pelos novos empreendimentos ou supressões arbóreas.

O plantio de mudas certificadas proporciona o correto desenvolvimento das espécies. Já o reflorestamento consiste na reposição da vegetação em locais que foram anteriormente desmatados e pode trazer uma série de benefícios, como: proteção da superfície do solo, diminuindo os riscos de erosão; maior biodiversidade; produção de oxigênio; etc.

Aqui na Physis Jardinagem todas essas técnicas são realizadas por uma equipe treinada, supervisionada por biólogo, que utiliza equipamentos adequados e com a devida segurança operacional.

Comments are closed.